| A JIGSAW | Entrevista e concertos de norte a sul

Jorri e João Rui falaram com o FrankMarques’blog

A banda de Coimbra está de regresso aos palcos nacionais depois de mais uma digressão que os levou pelo centro norte da Europa. O álbum “Drunken sailors & happy pirates” é apresentado em Lisboa esta quinta-feira, depois sobe até Ponte da Barca e há de descer a Beja. A 21 de julho “aterra” no Montijo. É a música portuguesa a tomar forma na Folk-Pop americana. E com estilo.

Os A Jigsaw passaram boa parte de abril e o início de maio de mala às costas. Partiram para França, seguiram para a Holanda, entraram na Alemanha, saíram para a Suíça, escaparam-se para a Bélgica e, sabe-se lá como, fecharam em Espanha. Foram cerca de 50 dias na estrada como João Rui, um dos A Jigsaw, preconizava a 4 de abril no blog oficial da banda. Maio viu a banda de Coimbra retornar aos palcos nacionais. A 18, apresentaram-se em Coimbra. Na noite seguinte, em Espinho. Esta quinta-feira, atuam em Lisboa.

Capa do último disco

O concerto está marcado para o espaço SOU, ali bem perto dos Anjos, na encruzilhada da rua Forno de Tijolo com a Maria. Segue-se, no sábado, o bem a propósito Lugar do Capitão, em Viseu. Nova leve descaída, após alguns dias de descanso, e os A Jigsaw apresentam-se na Vila Velha de Ródão, a sul de Castelo de Branco (2 de junho). Uma semana depois vão até bem perto da Peneda-Gerês, para dar de “beber” aos seus “Drunken sailors & happy pirates” em Ponte da Barca. No final de junho, a 28, é altura de serem recebidos na Pax Julia, nome antigo da cidade de Beja e também nome do cine-teatro da capital do Baixo Alentejo, onde vão mostrar, por ventura, alguns dos novos instrumentos que dizem ter ido comprar na última “tour” europeia.

A 21 de julho, cerca de um mês depois de passarem por Beja, os A Jigsaw apresentam-se no Montijo, no Timilia das Meias. É uma digressão portuguesa para mostrarem o que há algumas semanas descreveram por palavras ao FrankMarques’blog. Numa parceria (mais uma) com a MUDA Magazine, encontramo-nos com João Rui e Jorri, dois terços dos A Jigsaw, num miradouro em Lisboa com vista para o Barreiro (são os melhores). Era hora de almoço, mas nem isso nos atrapalhou. Quase uma hora depois, tínhamos falado de tudo e mais alguma coisa. E acabou-se a falar de Coimbra, terra de muitos projetos do Rock português, mas que pouco tem feito para promover esse lado mais musical da cidade. Uma conversa, uma longa conversa, para ler AQUI.

“My blood”, dos A Jigsaw
(vídeo gravado ao vivo retirado do álbum “Like the Wolf”, 2009)

ATENÇÃO: São 4 páginas de texto, ilustradas com fotos na sua grande maioria de Pedro Almeida, que nesse dia tinha tido um azar com o carro e que, mesmo assim, qual artista das lentes, aproveitou os estilhaços para algumas fotos bem originais. Ao longo da entrevista, estão alguns DOWNLOADS LEGAIS & GRATUITOS dos A Jigsaw para descarregar.

Mais informação:
Facebook oficial dos A jigsaw

Susana Ribeiro, João Rui e Jorri, os A Jigsaw

Esta entrada foi publicada em Entrevistas exclusivas, Música com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s