| HASIL ADKINS | O verdadeiro amante de “galinhas”

Hasil Adkins, o autor de "She said"

É um rocker dos mais primitivos. Nunca houve banda que o conseguisse acompanhar. Nasceu algures nos anos 30, morreu em 2005. Gravou muitos temas em casa, lançou alguns discos, tornou-se um ícone para projetos como os The Cramps ou o Flat Duo Jets, de Dexter Romweber. A versão de “She said”, da banda de Lux Interior, deu-lhe a merecida fama nos anos 80. Eis Hasil Adkins

Nasceu na pobreza, algures nos anos 30 (é apontada a data de 29 de abril de 1936, mas sem certezas). Filho de um mineiro e de uma talentosa cantora, era o mais novo de 10 irmãos. Só aos 4 ou 5 anos, dizem, teve os primeiros sapatos. Apaixonou-se pelos músicos que ouvia na rádio, especialmente Hank Williams, e imaginava que cada um deles tocava todos os instrumentos que se ouviam. Quis fazer o mesmo. Começou por começar a tocar numa lata de leite. O pai não gostava do barulho que Hasil fazia. Da lata passou para um balde e depois para um barril. Quando a mãe não estava em casa, tornava o alguidar de lavar a louça e as panelas em instrumentos. Praticamente começou a fazer música com tudo de onde conseguia tirar som. E assim tornou-se num “one man band.”

“She said”, Hasil Adkins

Aprendeu a tocar guitarra observando um vizinho durante horas e depois construiu as suas próprias. Viajou por todos os Estados Unidos a tocar em bares e pelo meio enviava cassetes que ele próprio gravava para todas as editoras que conhecia. Manteve-se agarrado ao seu próprio estilo, intransigente. Há quem o aponte como o verdadeiro inventor do Punk Rock. Vale o que vale. Alguns dos seus primeiros singles cortou-os ele próprio em casa, tornando-se, provavelmente, num dos primeiros mentores do princípio “DIY” (“Do it yourself” = tr.: Faz tu mesmo).

Problemas de saúde com a mãe obrigaram-no a parar com as digressões pelo país e a ficar em casa, tomando conta dela. Mas continuou a fazer música e a gravar. Criou a própria editora, a ARC Records, e um pouco mais tarde os The Cramps deram-lhe uma mãozinha ao fazer uma versão de “She said”, um tema escrito por Hasil sabe-se lá quando. Tornaram-no num fenómeno alternativo no Mundo do Rock’n’roll.

“No more hotdogs”, Hasil Adkins
[Florida, 2003]

Ao todo, diz-se que Hasil Adkins lançou 16 álbuns e 21 singles só nos Estados Unidos. Haverá mais algumas edições espalhadas pelo Mundo, nomeadamente na Europa. O autor de “She said” terá escrito mais de 7 mil músicas e sabia tocar mais de 2 mil versões de outros artistas. As suas atuações eram conhecidas como caóticas e memoráveis. Por vezes surgia em palco com um ou dois convidados, mas ninguém conseguia acompanhar as suas súbitas mudanças de ritmo e por isso nunca teve uma banda.

Bem, e então onde é que entram aqui na história as galinhas? O fato é que Hasil era apaixonado por pratos de galinha. Tão apaixonado que escreveu uma série de músicas sobre as aves. E essa músicas, de tantas que eram, deram origem a alguns discos. Mas os seus temas de cantoria não se ficavam por aqui. Sexo era um assunto recorrente e por vezes cantava sobre manteiga de amendoim ou decapitar jovens raparigas para as pendurar numa parede como caça.

“The slop”, Hasil Adkins

“Como a Bíblia e o papel higiénico, a música de Hasil Adkins deve existir em qualquer casa de família e nenhuma é um lar sem ela”, escreveu o escritor norte-americano Nick Tosches. Mais uma vez… vale o que vale. O melhor mesmo é ouvir o que Hasil Adkins tem para nos cantar e tirar-mos as nossas próprias conclusões.

Em “piloto automático” ouviu-se “She said”, tema de que os Cramps, como já vimos, viriam a fazer uma versão – e os luso-“mexicanos” da Baixa da Banheira, Los Santeros, também. Mas há por aqui mais para descobrir. Desfrutem.

“She said”, original de Hasil Adkins
[data desconhecida]

We got a date”, original de Hasil Adkins
[data desconhecida]

[ DOWNLOADS GRATUITOS ]
Clicar na seta que aponta para baixo à direita
“No more hot dogs”, original de Hasil adkins
[data desconhecida]

“Chicken walk”, original de Hasil Adkins
[data desconhecida]

O FrankMarques’ blog agradece ao leitor Crusher ter-nos levado até mais este episódio da história do Rock.

Esta entrada foi publicada em Música com as etiquetas , , , . ligação permanente.

2 respostas a | HASIL ADKINS | O verdadeiro amante de “galinhas”

  1. BRUTAL!!!!! Uma das minhas maiores referências! Verdadeiro one man band! Viva o “Chicken Collection”!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s