| BARREIRO ROCKS ’11 | Segunda noite afogada em Calimotxo

Reverendos abriram "missa" da segunda noite

Algumas horas de descanso depois e estávamos de volta ao pavilhão dos Ferroviários. Seguia-se a segunda longa noite de Rock’n’Roll no Barreiro. O triunvirato de Memphis, liderado por Jack Oblivian, era a estrela da noite, mas acabaram por ser os Sonic Reverends os artistas de serviço, os Grease & Grizzly a explodir de garrafa na mão e os Santeros a… ressuscitar. Outra vez.

Página 2: Harlan T. Bobo, Jack Oblivian, Greasy & Grizzly e… Los Santeros

Dia 1
Reportagem
Fotogaleria
Dia 2
Fotogaleria

Barreiro Rocks (2000-2011)

Os concertos da noite anterior eram o tema incontornável de conversa ao início da noite de sábado. Ninguém se lembrava que não muito longe (à distância de uma viagem de barco) decorria outro festival bem mais mediático. Uma vez mais, o início estava marcado para as 22 horas. E uma vez mais começou para lá das 22h30. Com alguns problemas. Logo às primeiras músicas os Sonic Reverends sentiram o que até então não se tinha sentido em nenhum concerto: problemas técnicos. Não esmoreceram, puxaram as mangas, mais tarde alguns deles tirariam as camisolas como que incentivando à nudez como havia prometido o vocalista Diogo ao FrankMarques’ Blog.

Sonic Reverends apresentaram o 2.º disco

“Sonic Reverends theme” marcou, seja como for, o arranque de um concerto barulhente, certamente com algumas nódoas negras, mas desta vez nada de sangue. Dinâmicos, com disco novo a ser apresentado em pleno Barreiro Rocks, os reverendos da Marinha Grande confirmaram que são uma das boas bandas do rock português a ter em conta nos tempos mais próximos. Mas para se afirmarem definitivamente, até porque não há muito apoio para este tipo de rock garageiro e cru em Portugal, será preciso passar a fronteira.

“Bull man”, final do concerto dos Sonic Reverends

A meio da atuação contaram com a presença em palco de Nick Nicotine, artista e co-organizador do festival, que lhes produziu os dois discos editados e que contribuiu nas teclas para um dos concertos que ficou tatuado a sangue frio nos braços do Barreiro Rocks, que ainda mal tinha começado a aquecer para a segunda noite. A fechar a atuação, a primeira porque eles haveriam de voltar ao “plateau” mais duas vezes pelo menos (uma com Jack Oblivian e outra na After party), os Sonic Reverends interpretaram “Gloria”, um original de Van Morrison, que já foi revisto por gente tão ilustre como Jimi Hendrix, U2, The Doors e agora também os “reverendos” da Marinha Grande.

Shawn Cripps (em cima, de costas) liderou os Limes

Começou em alta rotação esta segunda noite. E, depois de mais uma singela atuação do agora “caçador” Crooner Vieira, manteve-se em ritmo elevado com a chegada ao palco do triunvirato de Memphis. Numa primeira investida com os Limes, de Shawn Cripps, músico que passeou a sua bela bebedeira ao longo da noite por todo o pavilhão, mas sempre capaz de subir ao palco e “rockar” como poucos. E enganar-se como muitos. O desconhecimento do repertório dos Limes pela maioria dos presentes no festival não esmoreceu a receptividade ao norte-americano, que contou com Jack Oblivian na bateria e Harlan T. Bobo no baixo. E, lá mais para o final, Cripps ainda tocou algo que toda a gente entoou em uníssono. Mas já lá vamos.

Página 2: Harlan T. Bobo, Jack Oblivian, Greasy & Grizzly e… Los Santeros

Primeira noite

Esta entrada foi publicada em Concertos: Reportagem, Música com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

4 respostas a | BARREIRO ROCKS ’11 | Segunda noite afogada em Calimotxo

  1. the crusher diz:

    “SHE SAID” NAO É ORIGINAL DOS CRAMPS…. HASIL ADKINS … the haze rocks!!!!!

    • Muito e muito obrigado, Crusher.
      Eu fiz uma busca muito superficial para tentar saber se era mesmo deles aqui há uns tempos. Não encontrei nada, por isso presumi erradamente que fosse. Mas é por isto que ninguém se deve mais do que ninguém, assumir os erros que comete, corrigi-los se possível (felizmente, aqui é possível) e tentar não voltar a comete-los.

      A correção será feita e o teu comentário mantido.

      Espero que voltes e, se existire, que encontres mais incorreções e as identifiques.

      Abraço.

  2. José Aparício diz:

    Muito bom,
    uma vez que não deu para ir ao festival ,parece-me que me transportaste-me para lá.

    Muito Obrigado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s