| NIRVANA | “Nevermind” festeja duas décadas

Dave Grohl, Kurt Cobain e Krist Novoselic

Uma super edição de luxo, que inclui o DVD de um concerto registado em 1991, assinala por estes dias os 20 anos sobre o segundo álbum da banda liderada por Kurt Cobain. Mais um ano e “Nevermind” já poderá beber álcool nos Estados Unidos. Há novidades para descobrir ao longo do fim de semana e recordações para comentar. “Foi no sítio certo e na altura certa”, assume o baixista.

“Nevermind” faz 20 anos a 24 de setembro de 2011. Há duas décadas um trio sediado em Seattle colocava à venda o segundo álbum da carreira. Com o ritmo agressivo, na órbita do punk, mas mais sujo, letras zangadas e uma atitude de indiferença sobre a reacção dos outros, os Nirvana mal sabiam na altura que estavam a influenciar de forma profunda a face do rock. O disco saiu quase um mês depois de “Ten”, a estreia discográfica dos vizinhos Pearl Jam. Mas a capa com o bebé debaixo de água atrás de uma nota presa a um anzol destacou-se das demais nas montras das lojas e nos pratos dos gira-discos.

A capa original

“O ‘Nevermind’ surgiu no sítio certo e na altura certa. Foi o disco certeiro”, afirmou o baixista Krist Novoselic à revista Billboard. É verdade que agora é fácil olhar para trás e destacar a importância do segundo disco dos Nirvana. Mas a verdade é que na altura não era fácil para um disco destas características furar na “airplay” das rádios. Era difícil nos “States”, mas ainda mais em Portugal. Poucas rádios (se é que alguma) podem gabar-se de terem passado desde sempre o primeiro single, “Smells like teen spirit”.

A força da MTV, porém, que passou o catalisador videoclip nos programas específicos, e a utilização da música para sonorizar reprtagens de surf ou de skate elevaram “Nevermind” a um estatuto que tornou os Nirvana um “must” na airplay das rádios direccionadas à juventude. E tornou a banda de Kurt Cobain numa referência para muitos outros projectos que viriam a surgir desde então.

“Smells like teen spirit” (videoclip do primeiro single de “Nevermind”)

Novoselic não gosta do termo “música alternativa”, mas ao mesmo tempo não deixa de dizer que “Nevermind” “rebentou com a tampa do que então se chamava ‘alternativo'”. “Até Grunge era uma etiqueta bem melhor do que ‘música alternativa’. É que não havia nenhuma alternativa, havia sim uma ‘new wave’ do rock”, defendeu o baixista.

“Na altura, se recuarmos um pouco atrás na história do rock, não havia músicas como aquelas. Era tudo sobre… ‘Estou na estrada, querida. Não vais ver-me amanhã porque eu vou seguir com a minha vida’, sabes”, recordou Kelly Curtis, manager dos Pearl Jam, à NPR. E depois, aponta, “surgiram letristas como Eddie Vedder e Kurt Cobain”, com músicas realistas, mais depressivas e honestas.

Cobain não resistiu ao sucesso

A música dos Nirvana era de intervenção. Não apelava a nenhuma política, mas motivava os jovens a reagir, a assumirem os seus gostos, as suas roupas, a não se conformarem. A atitude, porém, viria a sair, como se costuma dizer, pela culatra a Cobain.

A importância ganha pelos Nirvana com “Nevermind” foi tal que Cobain não soube como ele próprio reagir ao facto de se ter tornado um ícone. Todos esperávamos algo ainda mais grandioso vindo do lado dele e Kurt não soube digerir a fama. Em abril de 1994, cerca de dois meses após a estreia em Portugal, o vocalista dos Nirvana pôs fim à vida. Entrou para o mal fadado Clube dos que morrem aos 27 anos e o legado musical da banda saiu ainda mais reforçado.

Spencer Elden recriou "Nevermind" em 2008

O bebé fez 20 anos em Fevereiro
Spencer Elden foi o bebé eleito para figurar na icónica capa de “Nevermind”. Com três meses de idade, os pais receberam apenas 200 dólares (cerca de 150 euros ao câmbio actual) por autorizarem a participação de Spencer na produção fotográfica de que resultou a capa dos segundo álbum dos Nirvana. “É um pouco assustador que tanta gente já me tenha visto despido. Sinto-me a maior estrela porno do Mundo”, afirmou Spencer, em 2008, à MTV depois de ter aceite recriar aos 17 anos, na mesma piscina e a troco de 100 dólares (750 euros) a capa de “Nevermind” pela terceira vez. Desta última vez, porém, usando calções.

As celebrações sobre as duas décadas de “Nevermind” promovem a reedição e lançamento na próxima segunda-feira do disco num pacote “super deluxe“, repleto de “goodies”, mas vendido a preços impróprios para os “teen pockets”, isto é, 100 euros. Se for apenas a edição de duplo CD fica a 17 euros (14 euros se for comprado pela internet em play.com, que não cobra portes).

Incluído no pacote mais caro está um DVD com o concerto que os Nirvana deram na Noite das Bruxas de 1991, em Seattle. “Live at Paramount” é emitido pela primeira vez em televisão esta sexta-feira pelos canais VH1, a partir das 23 horas, fuso americano. Não há, contudo, informação de que seja possível ver o concerto em Portugal. Para se ter uma ideia do que estamos a falar, porém, podes ver já a seguir alguns clips retirados das gravações desse concerto.

“Breed”

Lithium

Territorial pissings

“Endless/ nameless”

Para que não fiques a perder face aos americanos que vão poder assistir hoje em primeira mão a “Live at Paramount”, deixo a seguir a gravação da primeira actuação dos Nirvana no The Pyramid, de Nova York (18 de Julho de 1989):


Setlist
“School”
“Floyd the Barber”
“Love Buzz”
“Dive”
“Polly”
“Big Cheese”
“Scoff”
“About a Girl”
“Blew”

Nirvana em Cascais… à beira do fim
Os Nirvana passaram uma única vez por Portugal. Foi a 6 de Fevereiro de 1994. O concerto realizou-se no mítico Dramático de Cascais, teve os Buzzcocks na primeira parte e, obviamente, lotação esgotada. Os relatos são os melhores possíveis até porque são exclusivos de algumas centenas que conseguiram bilhete. Dois meses depois Kurt Cobain deu, alegadamente, um tiro na cabeça e acentuou de forma esmagadora a importância desse concerto nas memórias dos portugueses. Embora se fale na NET da existência de um DVD com iamgens captadas pela SIC do concerto, a verdade é que não se encontram muitas imagens dessa passagem dos Nirvana por Cascais, apenas algumas reportagens e um video dos bastidores. Para fechar este artigo aqui ficam alguns desses registos via youtube.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Música com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

6 respostas a | NIRVANA | “Nevermind” festeja duas décadas

  1. Carlos Guedes diz:

    Olá Francisco!
    Eu próprio fiz um pequeno texto sobre esta efeméride que é a passagem dos 20 anos sobre a edição daquele que considero como o mais importante álbum da década de 90,a par,eventualmente,de «OK Computer» dos Radiohead.
    Não vou acrescentar muito mais ao que disseste.Apenas dizer que estas(proibitivas) edições especiais estão a ganhar cada vez mais adeptos,devido à escassez de vendas de cd´s em edição regular,embora aqui se compreenda bem esta re-edição.De qualquer forma,só trás algum valor acrescentado para quem seja um indefectível fã da banda, o que não é o meu caso.
    Eu tive a sorte de ver esse concerto.Se calhar,foi mais que sorte mesmo.Percebi que naquela noite ia passar por Cascais(onde resido) uma das figuras maiores do rock de então e não hesitei.E,posso-te dizer que fui sozinho.Nenhum dos meus amigos que habitualmente me acompanham nestas aventuras quis vir.Azar o deles.Foi uma noite especial.Recordo-me que Cobain raramente se dirigiu ao público,limitando-se quase em exclusivo a debitar as canções(afinal,a verdadeira razão de estarmos ali).
    Foi,efectivamente,um ícone de uma geração musical,que não soube conviver com a enorme pressão e estatuto que acabou por granjear.É pena.Fica o seu legado.Dos 3 álbuns editados,o primeiro parece-me um disco vulgaríssimo mas «In Utero» e,especialmente este «Nevermind» entrarão sem sombra de dúvida para a galeria das obras maiores da história da música popular.
    Abraço!

  2. Carlos Miguel diz:

    Oi, adorei o artigo sou um grande fã dos nirvana e gostava que houvesse mas coisas sobre o concerto em cascais

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s