| PEARL JAM | Filme esgotado e música nova à borla

Duas décadas de rock

A banda de Seattle está a celebrar 20 anos sobre a edição do primeiro álbum, “Ten,” e para o assinalar prepara um lançamento especial. “PJ20” é um documentário que retrata as duas décadas do projecto e é apresentado no dia 20 de Setembro em várias salas de cinema por todo o planeta. O filme tem banda sonora especial e, antes de tudo, é oferecido o tema “Olé” como aperitivo.

“Aqui está uma história que começa quando o vocalista sofre uma overdose e é logo no início”, afirmou Cameron Crowe, o conhecido realizador, sobre “Pearl Jam Twenty”, o documentário que dirigiu sobre os 20 anos do primeiro álbum de uma das mais marcantes bandas de Seattle. Uma história que arranca com a morte de Andy Wood, a voz dos Mother Love Boone, banda que contava ainda com o guitarrista Stone Gossard que viria a encontrar Eddie Vedder através de um anúncio de jornal e, com ele no lugar de Wood, transformar a sua banda nos Pearl Jam.

Eles estão de volta

“PJ20”, como também é referida esta celebração, inclui, para além do documentário, um livro e um CD duplo ao jeito “best of”. A data de lançamento está apontada para terça-feira, 20 de setembro, em várias salas de todo o planeta. Os portugueses vão ter direito a cinco sessões, cujos bilhetes esgotaram no dia em que foram postos à venda. Em antecipação ao filme, porém, a banda revelou um tema novo e disponibilizou-o como download gratuito. “Olé”, a música, pode ser descarregada aqui.

Vedder emocionou-se com algumas imagens

O grande destaque da celebração, contudo, é mesmo o documentário realizado por Cameron Crowe e que é resultado da compilação de mais de 3 mil horas de filmagens, num trabalho que levou mais de três anos a fazer. Um dos pontos altos do filme, segundo o próprio Eddie Vedder, é a cena onde surge Kurt Cobain, no backstage dos MTV Awards, de 1992. “É poderoso”, afirmou Crowe.

O momento é de intimidade, com Vedder e Cobain a dançar um slow enquanto Eric Clapton, que estava em palco na altura, tocava a balada “Tears in heaven”. “A primeira vez que vi as imagens foi incrivelmente emcionante. Talvez porque ele estivesse a sorrir e uma pessoa não resiste a pensar ‘Se ele ao menos tivesse ultrapassado tudo'”, atirou Vedder, à margem da conferência de imprensa do Festival Internacional de Cinema de Toronto, Canadá, onde o documentário teve a antestreia mundial no último sábado.

Cena entre Eddie Vedder e Kurt Cobain

Os Pearl Jam, que em 2010 lotaram o festival Alive e anteciparam uma eventual longa pausa nos concertos, estão afinal de volta aos palcos. A digressão arranca hoje mesmo em Toronto e vai prolongar-se, pelo menos, até final de Novembro. São 18 os espectáculos já marcados. Todos entre o Norte e o Sul do continente americano. A Europa, acredita-se, será revisitada pelos Pearl Jam em 2012.

“Daughter”, Festival Alive 2010, Lisboa

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Música com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s