The Music oferecem o último single da carreira

Banda oferece "Ghost hands"

Banda de Leeds anunciou em Março o início do fim. Até Agosto, vão andar na estrada. É a derradeira aventura antes de baixarem a cortina sobre de 10 anos de história. Começaram com a demo de “Take the long road and walk it”. Hoje, o grupo disponibilizou gratuitamente no site oficial aquele que fica para a história como o seu último lançamento.

“Ghost hands” devia ser incluída no quarto álbum de originais que os The Music começaram a preparar no início do ano passado. Mas, afinal, este é simplesmente o último lançamento do projecto de Leeds que nasceu em 2001 e resistiu durante 10 anos. Para assinalar o fim e deixar um agradecimento aos fãs, a banda decidiu oferecer este derradeiro lançamento, que teve produção de Richard McNamara (Embrace).

Para descarregar “Ghost hands” clique aqui.

Os primeiros tempos

A história
O início dos The Music pode ser apontado a 1999. Nesse anos, os membros da banda começaram a tocar juntos na Escola Secundária de Brigshaw, de West Yorkshire. Em 2001, surgiu o primeiro tema, a demo de “Take the long road and walk it”, que depressa passou a edição limitada de 1000 singles em vinyl. Tornou-se uma raridade nos tempos que correm. As parecenças de voz entre Harvey e Perry Farrel (Jane’s Addiction e Porno For Pyros) eram evidentes e isso ajudou-os a promoverem-se.

O New Musical Express (NME) passou a descreve-los como a melhor banda britânica sem editora. E rapidamente foram contratados pela Hut, por quem editaram o EP “You might as well try to fuck me”. Em 2002, editaram um segundo EP, “The People”, e pouco depois o primeiro álbum, homónimo. Dois anos depois, já com o palco principal do festival de Glastonbury no currículo, a banda de Robert Harvey (vocalista e guitarrista), Adam Hunter (guitarrista), Stuart Coleman (baixista) e Phil Jordan (baterista) lançou o segundo LP, “Welcome to the north”.

2007 foi o ano em que os The Music se transferiram para a editora Polydor. E começaram a trabalhar no terceiro álbum com os produtores Flood e Paul Hartnoll. Foi um período de “renascimento”, no qual Harvey admitiu em público o consumo de drogas e a posterior substituição pelo álcool. “O vício começou a tomar conta de mim. Primeiro, era uma diversão, depois passou a hábito e a uma forma de ‘desligar’. [Depois de deixar as drogas] beber passou a ser uma forma de me esconder. Era capaz de beber uma garrafa de vinho antes das 7 da tarde, depois saía e fazia figura de parvo. O dia seguinte era sempre de pânico. Um amigo disse-me ‘ Robert, estás com uma depressão'”. E isso ajudou-o a entrar para um programa de reabilitação com recurso a medicação e a libertar-se dos vícios em 2005.

Ao vivo, em 2008

Junho de 2008 foi a data eleita pelos The Music para lançarem o terceiro álbum, “Strength in numbers”. E quase dois anos depois, em Janeiro de 2010, a banda começou a trabalhar no seguinte. O fim, contudo, aproximava-se. E em Setembro do ano passado, segundo revela a compilação “Singles and EP’s: 2001 – 2005”, a banda separou-se. Robert Harvey passou a colaborar com os The streets e em Dezembro lançou um single de Natal em dueto com Mike Skinner, o vocalista das “ruas”.

Em Março deste ano, os The Music anunciaram o regresso e… o fim. A banda divulgou no site oficial as datas daquela que será a sua digressão de despedida, que inclui uns quantos concertos no Japão, no final de Julho, e depois os, à partida, últimos, no início de Agosto, no Reino Unido. A cortina, tudo indica, vai baixar pela última vez sobre os The Music na O2 Arena de Leeds, a cidade onde tudo começou.

Em resposta a um web-chat promovido pelo NME, Robert Harvey explicou a decisão de acabar com a banda: “Decidi desistir porque já não estava a divertir-me. Preciso de um novo desafio. […] Penso que o Nutter e o Phil vão ter novos projectos, não sei ao certo o que vai fazer o ‘Stu’. E eu não estou certo que continue na música. […] Gostava de fazer alguma coisa em programação neuro-linguística e ajudar as pessoas a atingir os seus objectivos. É uma boa sensação.”

Esta quinta-feira, os The Music lançam pela última vez uma música e em forma de download gratuito. “Adoramos este tema e era uma pena deixa-lo a ganhar pó para sempre. É bom sairmos de cena com algo positivo e novo. E nós pensamos que esta música merece ver a luz do dia. Espero que os fãs concordem connosco. Mais uma vez, queremos agradecer a todos os que estiveram connosco nesta viagem e estamos ansiosos por celebrar no Verão estes fantásticos dez anos”, escreveu esta semana Robert Harvey, no site oficial dos The Music.

O vídeo de “Ghost hands”

Site oficial dos The Music

Esta entrada foi publicada em Música com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s