Portugal é “vacinado” a partir do Meco

The Vaccines a 16 de Julho no Super Rock

Os The Vaccines anunciaram no site oficial que tem concerto marcado este ano no Super Rock. É a estreia no nosso país da banda sensação do momento, que actua no Meco com pouco mais de um ano de existência e um álbum acabado de lançar. À hora que é escrito este artigo, a notícia carece de confirmação pelo festival, mas se o grupo o diz quem somos nós para duvidar?

Os The Vaccines anunciaram de forma oficial que em Julho actuam pela primeira vez em Portugal. A data de 16 de Julho foi colocada sem grandes rodeios na agenda de concertos no site oficial da banda britânica e ligada ao festival Super Rock, que este ano celebra a 17.ª edição, a segunda a realizar na Herdade do Cabeço da Flauta, concelho de Sesimbra, logo ali a caminho da aldeia do Meco.

A capa do álbum de estreia

Era um dos mais esperados anúncios para os festivais deste ano. E muito por culpa de todo o “hype” que tem vindo a rodear o grupo mais badalado das listas de “next big thing” das maiores revistas de música do planeta. O álbum de estreia, “What Did You Expected From The Vaccines?”, foi lançado apenas esta semana (exactamente ontem, terça-feira) e o título parece ser mesmo um recado para aqueles que colocam demasiado altas as expectativas em torno do projecto. O disco é descrito pelo jornal especializado New Musical Express, por exemplo, como responsável pelo “regresso das grandes bandas britânicas de guitarras”. A verdade é que os Vaccines, os ingleses não os americanos de Seattle, se juntaram apenas em Junho passado e não contabilizam mais do que alguns singles de enorme impacto como o primeiro “Wreckin’ bar” e o segundo “Post break up sex”. Aliás, estes são os únicos. O terceiro ainda está a caminho (“If you wanna”, que foi curiosamente a primeira demo do projecto, já tem video, mas só sai a 21 de Março).

Setlist Brooklyn 22 Janeiro 2011

De resto, os londrinos somam um rol de actuações sónicas que catalisaram toda a vibração à volta do grupo criada na segunda metade de 2010. Do concerto a apresentar em Julho não se espere sequer uma hora de actuação. Os The Vaccines têm despachado todo o repertório em pouco mais de meia hora. É verdade que ninguém na assistência fica satisfeito quando eles secam o alinhamento do disco de estreia, mas também não é mentira que eles não têm muito mais para dar à malta. E com cerca de nove meses de existência, o vocalista teve de recorrer a uma operação na garganta no final do ano passado não sendo de estranhar que a mesma tivesse sido provocada pelo crescente número de concertos em que Justin Young teve de passar a cantar.

O grupo, porém, está de volta aos “gigs” e o estatuto a crescer. Onde quer que vão, toda a gente sabe as letras das músicas. Muito por culpa do Youtube, do Myspace e da partilha de música na Internet. Ah essa maldita Internet que teima em fazer da boa música um similar de ovo, ou seja, que já o era antes de o ser… publicada. A seguir fica o vídeo da gravação de um dos principais temas ou, como alternativa, a amostra áudio do que é um concerto dos rapazes.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Música com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s