| X-RAY SPEX | Vocalista luta contra um cancro

Poly e a filha Celeste (à esq.)

Poly Styrene prepara-se para voltar aos discos a solo. “Generation Indigo” tem edição marcada para 28 de Março. Tudo parecia correr bem em 2011 na vida da vocalista dos extintos X-Ray Spex. Mas não. Uma má notícia, daquelas que ninguém quer ouvir nem falar, tinha de estragar tudo.

O pesadelo foi revelado ao Mundo este domingo numa entrevista publicada pelo jornal britânico “Sunday Times”: Poly Styrene, de 53 anos, antiga vocalista dos X-Ray Spex, banda punk de finais dos década de 70, foi diagnosticada com cancro da mama. A cantora, que se prepara para voltar aos discos a solo no final de Março, contou que se tem apoiado na filha Celeste e é por ela, e por continuar ao lado dela, que está a lutar contra a doença e a tentar manter-se positiva.

“Fui diagnosticada com cancro. Foi um choque terrível para nós. Estou a tentar lutar contra a doença e determinada a manter-me positiva. A Celeste tem feito muita pesquisa e ela pensa que eu posso melhorar. E eu tenho de melhorar para ela porque eu sou a única família que lhe resta.”

O disco que sai em Março

Poly Styrene atravessa um período criativo na sua carreira. Depois de ter lançado um segundo álbum a solo em 2004, a vocalista voltou aos concertos com os X-Ray Spex, em 2008, para uma única actuação em Londres. Em Dezembro último lançou um single a meias com a filha Celeste, “Black Christmas”. A música, uma ode anti Natal, foi disponibilizado gratuitamente pela internet. E agora está na recta final do lançamento do terceiro disco a solo, “Generation Indigo”, que está nas bancas a 28 de Março.

O primeiro single do novo disco já foi revelado, chama-se “Virtual boyfriend” (video em rodapé), e mostra uma Poly Styrene crítica face à excessiva atenção que a Internet veio reclamar das novas gerações, que estabelecem amizades e até paixões sem sair da frente de um computador. Este período aparentemente positivo foi, afinal, abalado por um dos piores pesadelos das mulheres: o cancro da mama. “Ela está devastada porque não pode cumprir nenhuma das datas de concertos, mas o novo álbum mantém-se como uma força muito positiva nesta viagem”, lê-se numa mensagem colocada no Facebook oficial de Poly Styrene.

O futuro, contudo, não tem de ser já desenhado a negro. A recente experiência de Nicole Laurenne, vocalista dos The Love Me Nots, é inspiradora. Diagnosticada com cancro da mama no início do ano passado, recorreu a tratamento, aplicou-se e antes do final de 2010 já assumia que estava “100 por cento livre do cancro”. A cantora também se mostra positiva e isso mesmo fica expresso numa recente mensagem no Facebook oficial: “Tenho esperança e rezo para que consiga lutar contra este cancro. Obrigado pelas vibrações positivas e todas as mensagens. Vocês estão manter-me na terra dos vivos. Amor, Poly.”

Discografia
Singles:
(as Mari Elliot) – “Silly Billy” (1976)
“Talk in Toytown” (1980)
EP – “Gods & Dodess” (1986)

Albums:
“Translucence” (1980)
“Flower Aeoplane” (2004)
“Generation Indigo” (2011)

Site focial
Facebook oficial
Twitter oficial

Esta entrada foi publicada em Música, Pessoas com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s