Liga Europa para todos com reencontros distintos

Campeão Benfica volta a Estugarda onde já perdeu uma final europeia. FC Porto vai a Sevilha onde já ganhou uma Taça UEFA. Sporting reencontra “velho amigo” Glasgow Rangers e o Braga teve o mais docinho adversário, o modesto Lech Poznan, da Polónia.

Sorteio dos 16 avos de final

Sporting e FC Porto apuraram-se esta semana para os dezasseis avos de final da Liga Europa com sortes semelhantes (ambos foram primeiros dos respectivos grupos), mas méritos diferentes. Os dragões derrotaram em casa os búlgaros CSKA de Sofia, por 3-1, e fecharam a fase de grupos concedendo apenas um empate em seis jogos.
Os leões, e não lagartos como um certo e determinado jornalista da SIC apelidou em directo os de Alvalade, foram à capital búlgara e, depois da goleada conseguida em casa (5-0) há dois meses e meio, desta feita perderam. E perderam com justiça, por 1-0. Um resultado que, embora sem efeitos práticos, penaliza a atitude passiva da equipa leonina, que continua a revelar-se bipolar seja com este treinador, estes jogadores, os do ano passado ou os de há quatro anos. O Sporting terminou igualmente em primeiro, mas num grupo perfeitamente ao seu alcance somou duas derrotas para o currículo, a de ontem e a de há um mês na Bélgica com o Gent.

Video do resumo do Sporting (ver sem som):

Os dois emblemas confirmaram desta forma o estatuto de cabeças de série para o sorteio dos dezasseis avos de final da prova, fase na qual vão contar com a companhia de Benfica e Sporting de Braga, ambos recambiados da Liga dos Campeões. Os encarnados, curiosamente, sem estatuto de cabeças de série depois de terem festejado a qualificação com… uma derrota em casa. Valeu a Jorge Jesus e seus discípulos o empate em cima dos 90 minutos conseguido pelo Lyon em casa diante do Hapoel de Telavive. Os arsenalistas, por sua vez, foram um dos melhores terceiros lugares de sempre na Liga dos Campeões e colocaram-se ao lado dos maiores “tubarões” no sorteio desta sexta-feira.

As bolinhas suíças, por sinal, revelaram-se algo madrastas para os “grandes” portugueses. O mais afortunado foi mesmo o quarto grande, a “suite” do Minho, a quem caiu em sorte defrontar os modestos polacos do Lech Poznan, que se apuraram no segundo lugar do Grupo A da Liga Europa, com os mesmos pontos do líder Manchester City e à frente da Juventus. Mas, no campeonato local , a equipa orientada pelo espanhol Jose Maria Bakero ocupa um discreto 11.º lugar, a onze pontos do primeiro lugar.

Lech Poznan – Sp. Braga (Estádio Miejski, 17 _Fevereiro 2011, 18h00)
Sp. Braga – Lech Poznan (Estádio Axa, 24 Fevereiro 2011, 20h05)

Águia em cidade de má memória
O Benfica, por seu turno, vai defrontar os alemães do Estugarda, que venceram o grupo H da prova, com cinco vitórias e apenas uma derrota. E, sem necessitarem, até golearam (5-1) o Odense na derradeira jornada da fase de grupos. No campeonato local, porém, os germânicos estão mal, ocupam a penúltima posição. Para o Benfica será o regresso a uma cidade onde em 1998 perderam a penúltima final europeia em que estiveram envolvidos, a contar para a Taça dos Campeões. Foi contra o PSV de Eindhoven, decidida em penáltis e de má memória para o capitão António Veloso.

Jorge Jesus espera para Fevereiro um Estugarda mais forte do que o actual. “O campeonato alemão vai parar agora. As equipas que estão na Europa reforçam-se muito nesta altura e eu tenho a certeza que quando chegar o nosso jogo o Estugarda não terá muito a ver com o que é hoje”, disse o treinador do Benfica, em declaração à Benfica TV sem direito a perguntas de jornalistas. Jesus optou ainda por não fazer promessas de conquistas e, realista, disse que as águias vão pensar “eliminatória a eliminatória.”

Benfica – Estugarda (Luz, 17 Fevereiro 2011, 18h00)
Estugarda – Benfica (VfB Arena, 24 Fevereiro, 20h05)

Segunda prova de clubes mais importante da Europa

Dragão recorda conquista
O FC Porto, entretanto, vai defrontar o Sevilha, equipa afastada pelo Braga da Liga dos Campeões nas pré-eliminatórias, mas que conta com um plantel de luxo. É o reencontro do brasileiro Luis Fabiano com o clube que o foi buscar ao Brasil e que não soube aproveitá-lo. Os espanhóis já trocaram de treinador, estão em recuperação na Liga espanhola, flutuando pelo meio da tabela. Na Liga Europa, foram segundos no grupo J, ganho pelo Paris St. Germain.

“Vai ser um jogo extremamente competitivo e óptimo para nós. Dá-nos a segurança absoluta que irá muita gente a Sevilha. E no ‘Dragão’ certamente vamos ter casa cheia. É uma equipa que passa actualmente por uma série de resultados negativos, mas isso não quer dizer que até Fevereiro as coisas não possam ser invertidas. É uma equipa com enorme prestígio”, salientou André Villas Boas, treinador do FC Porto, acrescentando que no Dragão guardam-se “boas recordações de Sevilha”, lembrando a Taça UEFA ali ganha ao Celtic em 2003. E agradeceu o facto de o FC Porto não ter de fazer uma viagem mais longa, à Rússia por exemplo.

Sevilha – FC Porto (Estadio Sanchez Pizjuan, 17 de Fevereiro, 20h05)
FC Porto – Sevilha (Dragão, 22 de Fevereiro, 17h00)

Mendes volta à Escócia
O Sporting, por fim, vai reencontrar os escoceses do Glasgow Rangers. Em 1971/72 (Taça das Taças) e 2007/08 (Liga Europa) foi eliminado. Esta última, nos quartos de final e com uma derrota em casa depois de um nulo em Glasgow. Nos confrontos directos, os escoceses levam vantagem (2 vitórias, um empate e uma derrota), mas desta feita os de Alvalade contam com um trunfo. Pedro Mendes jogou no Rangers até rumar no início deste ano a Alvalade e sabe mais deles, do que eles dos leões. Pelo menos é o que deve esperar Paulo Sérgio.

“É um sorteio difícil porque nesta fase já não há adversários fáceis. Vamos jogar contra uma equipa de enorme carácter e um ambiente que não facilita nada a nossa tarefa. Espero que nesse dia o plantel do Sporting esteja à altura do desafio. Sem uma atitude forte e concentrada será difícil”, avisou, em Nyon, o director-desportivo do Sporting, Costinha, perante o silêncio do treinador após o sorteio.

Da Escócia, a reacção ao sorteio. “Sabemos que vamos ter dois jogos muito duros. Eles estão a njogar bem. Está lá o Pedro Mendes e isso mostra-nos o nível de jogadores que vamos enfrentar”, afirmou o treinador dos protestantes, Walter Smith, ao site oficial do Rangers.

Rangers – Sporting (Ibrox Stadium, 17 de Fevereiro 2011, 20h05)
Sporting – Rangers (Alvalade, 24 de Fevereiro 2011, 18h00)

Classificação final da fase de grupos da Liga Europa

Esta entrada foi publicada em Desporto com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

2 respostas a Liga Europa para todos com reencontros distintos

  1. Ivo Barbeitos da Costa diz:

    O Lech fez a “vida negra” à Juventus… …

  2. Fez, de facto, uma boa Liga Europa até agora. A Juventus está em fase bipolar, tipo Zportém. Capaz do melhor e do pior. É de facto uma equipa surpresa o Lech, mas está mal na Liga local. E o Braga pode aproveitar. É o adversário mais “docinho” dos portugueses, tens de concordar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s