Barreiro Rocks arranca a todo gás!

Tiago Guillul lançou os dados em bom português. Ty Segall estreou-se… na Europa e conseguiu logo à segunda actuação da noite colocar a fasquia bem alta. Demon’s Claws deram no duro e os Strange Boys foram iguais a si mesmos. Os Thee Vicars destacaram-se e, no meio das estrelas, Crooner Vieira, qual “sex bom”, mais uma vez sobressaiu

Os Strange Boys foram o cabeças de cartaz do primeiro dia


Tiago Guillul deu um concerto muito competente, roqueiro e conseguiu prender muita gente à boca de palco logo desde o início. Cumpriu-se o desejo da organização do Barreiro Rocks de ter a sala composta desde o início dos concertos. As letras em português foram uma gota no meio do “álcool” inglês que preencheu todo o primeiro dia do evento. E viu-se muita gente a cantarolar as músicas de Guillul. Em especial a “Sete voltas para a muralha cair”, tema que andou em votação pelo facebook para ser o hino da selecção nacional de futebol no Mundial de 2010. Não o foi, mas é uma bela canção e foi um dos momentos do concerto de Tiago Guillul.

O apresentador mais sexy dos festivais nacionais voltou a fazer das suas... e encantou. Outra vez!

Seguiu-se uma “musiqueta” de Crooner Vieira e logo a seguir, com o relógio a marcar 23h30, entrou em palco a banda de Ty Segall, que estava visivelmente surpreendido com a “mestria” vocal do senhor Vieira. O rapaz, com cerca de 25 anos no corpinho, agarrou o público desde os primeiros acordes e não mais os largou. Com muita pena de toda a gente que dançou, ó se dançou, durante todo o espectáculo, a actuação durou apenas 40 minutos. Foi curto, mas foi excelente. Pelo meio, o reconhecimento a Portugal: “Vocês têm o melhor café do Mundo. Só hoje já bebi 5”. “Para além disso, servem cerveja no avião. Nos estados Unidos isso não aconteceria. E, melhor ainda, a vossa cerveja tambérm é boa.”

Ty Segall adorou o café português e rendeu-se ao Barreiro Rocks

Na assistência estava uma rapariga que viajou propositadamente de Londres para ver Ty Segall no Barreiro. “Fantástico”, agradecu o norte-americano, que lhe dedicou um dos temas do concerto.

Pela meia noite e dez, e um encore ligeiramente prolongado, Ty Segall deixou o palco do Barreiro Rocks com a missão cumprida. A sua primeira digressão europeia começou com o pé direito.

Seguiu-se nova mini-actuação de Crooner Vieira, com os elementos dos Thee Vicars deliciados na plateia. E pelas 00h35 subiram ao palco os Demon’s Claws. Os canadianos assumem-se do “Death Metal” no respectivo myspace, mas o que fazem é rock ‘n’ roll. O concerto cumpriu expectativas e a boa resposta do público assim o confirmou. Ainda que tivessem de “jogar contra” o excelente impacto deixado um pouco antes por Ty Segall.

Os Strange Boys eram o cabeça de cartaz e, porventura, o nome mais aguardo da noite. Subiram ao palco pelas 1h30, mais coisa menos coisa, e foram directos ao assunto. Músicas certeriras, já conhecidas do público fruto de algum “airplay” nas rádios nacionais, mas também das três anteriores actuações em Portugal. A última há apenas quatro meses. Rock ‘n’ roll com descaída ora para o Surf ora para o Garage. E uma voz muito demarcada . Os “rapazes” saíram satisfeitos e com a promessa de voltar a Portugal em 2011, provavelmente já com um novo disco no currículo.

A primeira after-party de 2010 foi de gritos!!!


Às 2h55, e depois de uma brilhante interpretação de “Sex bomb”, o hit de Tom Jones, pelo carismático Crooner Vieira, entram em palco os Thee Vicars para a primeira after-party deste ano. Curiosamente, desta feita o palco é o mesmo dos concertos anteriores e não no solo, como era habitual no Barreiro Rocks. Mike, Chris e Alex atacam de frente, sem medo, à inglesa. O som do baixo está um pouco escondido, assim como a voz. Mike protesta um pouco, pede mais “gás”. Chris está em alta. E à medida que o concerto avança, melhor o guitarrista se mostra. É ele o primeiro a saltar fora do palco e a aproximar-se do gradeamento de segurança e do público. É recompensado. Uma hora depois de subirem ao palco, os “reverendos” tentam sair, demoram um pouco a refrescar-se, mas voltam para um merecido “encore”. E despedem-se com “Gloria”. Foi de facto uma noite gloriosa no Barreiro. Mas hoje há mais!

Esta entrada foi publicada em Barreiro, Música com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Barreiro Rocks arranca a todo gás!

  1. O ultimo CD de Ty Segall com o lider dos White Fence é muito bom…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s