Barreiro Rocks apresenta-se no tribunal

Pouco mais de quatro horas, duas salas, seis concertos e um filme-documentário em pré-estreia mundial. A derradeira festa de apresentação do festival, também denominada por alguns de abertura, decorreu no espaço de um antigo tribunal e provou que a arte, a cultura e rock podem andar de mãos dadas. No Pavilhão dos Ferroviários haverá mais…

Foto: Francisco Marques

O Barreiro Rocks 2010 aproxima-se a passos largos. A uma semana do evento, a Hey Pachuco organizou a derradeira festa de apresentação da décima edição do maior festival de rock da margem sul e um dos mais interessantes da Península Ibérica. Em pouco mais de quatro horas, tempo para seis concertos e a pré-estreia mundial de um filme-documentário sobre um actor italiano. Mais de 50 pessoas deambularam entre as salas do antigo tribunal do Barreiro, hoje transformado em Galeria Municipal, para assistir às diversas actuações e dar cabo do “stock” de minis que o pequeno frigorífico “contratado” para a ocasião teimava em não refrescar devidamente. Salvou-se a música. E agradeceram os presentes.

Registo para as excelentes actuações de Tracy Lee Summer, Nick Nicotine e Fast Eddie Nelson. Os primeiros apresentam uma formação renovada, mas dão tiros certeiros no ambiente de rock sónico, grande demais para a pequena sala que partilharam com alguns quadros em exposição.

Tracy Lee Summer 6 Novembro 2010

Nick Nicotine 6 Novembro 2010

Nick Nicotine fez-se acompanhar pelo fiel “escudeiro” Pistol Pete, reduziu a Orchestra, que actua no segundo dia do Barreiro Rocks 2010, a um duo. E adequou-se ao espaço, com um enérgico e bem disposto concerto. O melhor, porém, surgiu a fechar. Fast Eddie Nelson apresentou-se sem os Riverside Monkeys, manteve-se no domínio da guitarra e da pequena corneta, mas assumiu também os pedais da bateria para dar um corpo mais composto à sua “sinfonia” blues.

A noite começou com a actuação dos POW!, mostrou pelo meio os ritmos serenos do jovem Mike Styles, uma voz com a presença quase fantasmagórica de Bob Dylan, e teve ainda tempo para “uma sessão” de Chickenálise. O pano desceu sobre esta iniciativa da Hey Pachuco após a mostra do filme-documentário, com a assistência já bastante reduzida face aos concertos anteriores.

Sexta-feira há mais e, agora sim, a festa propriamente dita.

Fotogaleria da derradeira apresentação:

Mais informação sobre o festival em Barreiro Rocks 2010

Esta entrada foi publicada em Barreiro, Concertos: Reportagem, Música com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s