Bracara Milenarium est

O Sporting de Braga provou em Sevilha ter personalidade e qualidade para discutir um jogo de futebol com qualquer equipa. Venceu no campo de um clube com um orçamento dez vezes superior, já arrecadou o equivalente a todo o custo previsto para esta época e pode sonhar com mais feitos na Liga dos Campeões

Os guerreiros de Domingos foram gigantes. Não precisaram de consistência durante os 90 minutos, apenas da paciência que dá nome ao treinador, de determinação, sorte, mas também de eficácia em momentos chave. O Sporting de Braga atravessa o melhor momento da sua história cimentado pela grande vitória de ontem sobre o Sevilha, em Sevilha, por 4-3, reforçando o triunfo caseiro da semana passada (1-0) e garantindo pela primeira vez na sua existência a entrada na milionária fase de grupos da Liga dos Campeões. E à partida, por terem ultrapassado uma equipa com um orçamento (100 milhões de euros) dez vezes superior, vão arrecadar no mínimo 11,4 milhões de euros, valor similar aos gastos previstos com toda a temporada. É obra!

A julgar pelas contas da temporada passada (os prémios oficiais para 2010/11 ainda não foram anunciados pela UEFA), a presença nos play-off da Champions valeu aos bracarenses 2,1 milhões de euros, a que se somam 7,1 milhões pela entrada na fase de grupos e mais cerca de 2,25 milhões pelos direitos televisivos da prova. A isto há ainda a acrescentar os valores variáveis: prémios de vitória (800 mil euros), empate (400 mil euros) e as receitas de bilheteira, para as quais Domingos Paciência deseja contar com a ajuda de Manchester United ou Real Madrid assim o sorteio ajude.

“Entrámos como pequeninos, crescemos um pouco e agora queremos lutar com as equipas grandes, com os grandes jogadores. São poucas as oportunidades para jogar com Manchester e Real Madrid. E como o sonho do Braga não é ganhar a Liga dos Campeões, venham eles”, disse o treinador do Braga no final da surpreendente vitória em Sevilha, que deixou Espanha boquiaberta e sem menos um representante na prova dos milhões.

Lima festeja com os colegas o histórico hat-trick em Sevilha

Controlo e eficácia

O Sporting de Braga entrou retraído na partida, fechado, à espera que a fúria sevilhana se soltasse logo após o apito inicial. Os espanhóis vinham de uma goleada (0-4) sofrida em Barcelona, na Supertaça, e o treinador avisou que a equipa ia “jogar pela vida”. Nos primeiros minutos só deu Sevilha. O Braga fechou-se, aguentou e aos poucos ganhou confiança, começou a trocar a bola, a procurar a velocidade de Matheus na frente, que cedo também se percebeu poder fazer diferença face aos defesas da casa. No miolo, Vandinho, Leandro Salino e Luis Aguiar tapavam a organização próxima do adversário e obrigavam a jogar em profundidade, regra geral com passes longos para o flanco direito à procura da genialidade de Jesus Navas perante a inexperiência de Elderson. Mas o jovem nigeriano de nome aparentemente sueco saiu-se bem. Aqui e ali com alguma precipitação, mas, no fim das contas e apesar de um erro clamoroso a acabar, a deixar o estádio Sanchez Pizjuan de cabeça tranquila pelo bom trabalho.

A história do jogo começou a desenhar-se com factos à passagem da meia hora. Num lance que começa numa recuperação de Elderson, Paulo César escapou-se bem a dois adversários pelo centro do terreno desde antes do meio campo até à entrada da área, disparou e Palop fez um defesa incompleta. Rapidíssimo, Matheus acorreu à recarga e fez o 0-1, repetindo o golo e os festejos da semana passada.

Após o intervalo, o Sevilha procurou reagir e voltou a entrar forte no jogo. Domingos mexeu no onze aos 55′, trocou Aguiar por Lima e aí, sem o saber ainda, decidiu o apuramento. Pouco depois (58′), o mesmo Lima, numa jogada de Matheus, fez o 0-2, que deixou a equipa a sonhar. Foi tal a alucinação que atingiu o Braga, que se seguiram uma série de erros que chegaram a colocar o resultado em causa. O mais grave, porém, foi o frango logo aos 60′ que permitiu a Luis Fabiano reduzir para 1-2. Mas agora o Sevilha ainda precisava de marcar mais três golos para ultrapassar os portugueses. E o Braga recuperou a concentração, aguentou-se até aos 84′, com a festa a ser portuguesa nas bancadas.

Um novo erro individual, desta feita o tal de Elderson, que falhou um corte que parecia fácil, permitiu a Jesus Navas empatar o jogo e lançar a crença de uma reviravolta fantástica na mente dos adeptos espanhóis que resistiram no estádio até àquele minuto 84. O problema foi o grande lance desenhado por Sílvio, bela exibição também, e que Lima concretizou no 2-3 perante a louca saída dos postes de Palop. Os sevilhanos ficaram de joelhos, rendidos.

Sobre os 90′, um canto da esquerda permitiu a Lima carimbar um hat-trick com que certamente nem teria sonhado. “Acho que é a primeira vez que marco três golos. É um privilégio enorme ter sido numa competição destas. É um sonho, uma realização enorme, estamos de parabéns. A força do Braga triunfou, o adversário não acreditou na nossa força. Está a ser uma aposta ganha, já valeu o investimento do presidente”, brincou Lima após o apito final.

A explosão de emoções após o quarto golo foi enorme no banco bracarense. O jogo estava totalmente resolvido e com uma vitória histórica, que nem o golo tardio de Kanouté (92′) arrefeceu a festa. Vandinho chorou no relvado após o árbitro confirmar a vitória arsenalista com o derradeiro apito. E o Sporting de Braga, que face à época passada perdeu Evaldo (Sporting), Hugo Viana (Valência) e Eduardo (Génova), está por mérito próprio na fase de grupos da Liga dos Campeões com Domingos Paciência a dar mais uma prova de que está a tornar-se num treinador a ter em conta, não só no futebol português, mas também além fronteiras.

Esta entrada foi publicada em Desporto, Mundo, Pessoas, Portugal com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Bracara Milenarium est

  1. Dulce Dias diz:

    Que bom é poder continuar a ler as tuas crónicas. Ainda que não ganhes um tusto por elas, continuas a mostrar que há um bom jogador que continua no banco, inexplicavelmente…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s